AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS RECURSOS HÍDRICOS SUPERFICIAIS NO ALTO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO CAMPO ALEGRE – GOIÁS

Jessica de Sá Guimarães Peixoto, Luciano Soares da Cunha, Enoc Lima do Rego, Daniel Ferreira Araújo

Abstract


O objetivo deste estudo foi analisar a qualidade da água superficial do córrego de Campo Alegre para o abastecimento público a partir de parâmetros químicos e concentração de metal na água para identificar uma fonte principal de evidência, distinguindo-os em geogênico, pedogênico e antropogênico. A bacia do arroio Campo Alegre está localizada em Campo Alegre de Goiás, na bacia do Rio Veríssimo, na sub-bacia do Rio Paranaíba, constituída por Ibiá, Araxá, Canastra e Seqüência vulcão-sedimentar dos grupos do Rio Veríssimo, Solos vermelhos ricos em laterita. Uma análise de amostras de água com técnicas de espectrometria de emissão óptica plasma acoplada individualmente (ICP / OES), Espectro de Absorção Atômica (AAS), cromatografia iônica (IC) com condutividade suprimida e métodos volumétricos.Os parametros físico-químicos da água e dos produtos químicos analisados ​​em água apresentaram valores dentro da faixa normal de acordo com um CONAMA 357/05 para uma classe II e os valores de metal na água não apresentaram valores significativos alterando a qualidade da água em períodos sazonais, De uso de detergente e sabão em casa (NaCl), em pontos dentro da cidade e uso de fertilizantes na agricultura. Com o uso de técnicas estatísticas aplicadas foi possível identificar os principais processos de mudança da qualidade da água do córrego de Campo Alegre. Tornando possível identificar uma fonte em pedagogico e antropogênico dos parâmetros analisados. Observando que há como evidências de interferência da agricultura no fluxo Campo Alegre ainda tem um sistema em equilíbrio.

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21715/gb.v31i1.471

Refbacks

  • There are currently no refbacks.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia