Avaliação do transporte específico de cátions e ânions na bacia do Ribeirão Preto (SP)

Fabiano Tomazini da Conceição, Carolina Mathias dos Santos, Antonio Donizetti Gonçalves de Souza, Veronica Bocalon Lima, Diego de Souza Sardinha, Guillermo Rafael Beltran Navarro

Abstract


Este trabalho utilizou o transporte específico de cátions e ânions na bacia hidrográfica do Ribeirão Preto, localizada em Ribeirão Preto (SP), para avaliar como entradas naturais e antropogênicas podem modificar a qualidade das águas superficiais nesta bacia. Sete pontos de amostragem foram escolhidos e as campanhas de campo realizadas em 18/02/2006, 19/04/2006 e 24/06/2006, período que compreende a variação sazonal mais extrema na vazão do Ribeirão Preto, sendo analisado: temperatura, pH, oxigênio dissolvido, condutividade, Ca, Na, K, Mg, SO42-, NO3-, PO43-, HCO3- e Cl-. A composição química das águas superficiais do Ribeirão Preto é dominada pela alteração das rochas da Formação Serra Geral, sendo que esse ribeirão, após sua passagem pela cidade de Ribeirão Preto, recebe diversos elementos/compostos devido aos efluentes domésticos, fato também observado para seus principais afluentes (córregos do Saudoso e Monte Alegre).Palavras-chave: Geoquímica de águas superficiais, Transporte específico de cátions e ânions, Interação água-rocha/solo, Influências antropogênicas, Gerenciamento ambiental.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21715/gb.v26i1.366

Refbacks

  • There are currently no refbacks.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia