Breve revisão sobre os estudos realizados com radiotraçadores artificiais para a obtenção de parâmetros físico-químicos em matrizes ambientais na Floresta Experimental de Itacuruçá/RJ

Alfredo Vitor Bellido, Edmar Carvalho Machado, Fátima de Paiva Canesin, Katia N Suzuki, Luis Fernando Bellido Bernedo

Abstract


O Laboratório de Química Nuclear e Radioquímica da Universidade Federal Fluminense (Niterói/RJ), desde 1994, desenvolve projetos de pesquisa na área ambiental junto ao programa de Pós-graduação em Geoquímica Ambiental, onde utiliza a técnica com radiotraçadores para o entendimento de processos em diferentescompartimentos geoquímicos principalmente em áreas de manguezais. O presente trabalho mostra, por meio de estudos-caso, a aplicação da técnica de radiotraçadoresartificiais na Floresta Experimental de Itacuruçá/RJ para estudos de cinética e especiaçãode elementos químicos em ecossistemas dinâmicos de manguezal. O radiotraçadorManganês-54 foi usado para a compreensão dos processos cinéticos da oxidação domanganês, na coluna d’água com obtenção das constantes específicas da reação deoxidação. No caso do Iodo-123 e Iodo-131, os estudos demonstraram o potencialda utilização de radiotraçadores no entendimento do comportamento geoquímicodo iodo na coluna d’água. No último caso, foram apresentados os radiotraçadorescomo uma ferramenta na análise “não destrutiva” de matrizes ambientais que podemauxiliar na elucidação da interação da bioturbação e da rizosfera entre os diferentescompartimentos geoquímicos que compõem o complexo ambiente de manguezal.Palavras-chave: Manguezal, Sedimentos, Radiotraçadores, Cinética, Bioturbação


Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21715/gb.v27i2.343

Refbacks

  • There are currently no refbacks.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia