BIMODAL FISSURAL VOLCANIC SUITES FROM THE PARANÁ BASIN (BRAZIL): K Ar AGE, Sr-ISOTOPES AND GEOCHEMISTRY

E. M. Piccirilio, M. I. B. Raposo, A. J. Melfi

Abstract


As vulcânicas ácidas estratificadas de Ourinhos e Piraju (SP parte setentrional da bacia do Paraná) são relativamente ricas em elementos incompatíveis (tipo Chapecó) e estão claramente associadas com basaltos toleíticos de alto-Ti (TiOz maior que 2% em peso), ricos em elementos incompatíveis.<br> Idades K-Ar em concentrados de feldspato indicam que as vulcânicàs ácidas e os basaltos so¬brejacentes foram extrudidas a cerca de 135 m.a.<br> As vulcânicas ácidas são caracterizadas por razões iniciais 87Sr/86Sr relativamente elevadas (Ro = 0,7076-0,7080), enquanto que as rochas básicas de alto-Ti associadas têm Ro de 0,7059 a 0,7078. Os valores de Ro mais elevados parecem consistentes com graus relativamente pequenos (5-9%) de contaminação por materiais radiogênicos crustais (Ro ,......, 0,730).<br>Basaltos de alto-Ti (TiOz = 2,1 - 3,4% em peso) apresentam composições químicas variáveis, que refletem fusões primárias diferentes, provavelmente relacionadas com materiais mantélicos hete¬rogêneos. Em geral, a geração das fusões ácidas tipo Chapecó parece ser, em parte, consistente com processos de cristalização fracionada-assimilação, a partir das rochas básicas de alto-Ti associadas. Um modelo alternativo para a produção das fusões ácidas Chapecó seria a fusão de granulitos máficos de composição apropriada, ou de basaltos aprisionados na discontinuidade crosta-manto e correspondendo em composição aos basaltos de alto-Ti que extrudiram nas regiões setentrionais da bacia do Paraná.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21715/gb.v1i1.3

Refbacks

  • There are currently no refbacks.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia